Take a fresh look at your lifestyle.

O Segredo É o Equilíbrio. Até o Cuidado Em Excesso Pode Ser Prejudicial à Saúde

Precisamos sempre falar sobre alimentação saudável e a importância dela em nossa vida, mas e quando ela deixa de ser um beneficio e se transforma em um problema de saúde? Isso é possível, e realmente acontece em alguns casos, caracterizando um transtorno alimentar denominado ortorexia nervosa.

A palavra ortorexia origina-se da junção das palavras gregas orthos que quer dizer correto e orexis que significa apetite. A ortorexia nervosa é um comportamento obsessivo por alimentação saudável, onde o indivíduo possui uma preocupação excessiva quanto aos alimentos a serem consumidos, tornando-se completamente seletivo na escolha dos alimentos que são considerados saudáveis.

Existem alguns comportamentos clássicos das pessoas que possuem ortorexia nervosa, entre eles:

Ortorexia Nervosa: O Segredo É o Equilíbrio

  • Preocupação em ingerir apenas o que é considerado saudável;
  • Comer sempre em horários previamente determinados e levar bastante tempo no preparo dos alimentos;
  • Não consumir alimentos preparados por desconhecidos;
  • Culpar-se quando, ocasionalmente, ingerir algo não saudável;
  • Considerar que estar acima do peso ideal é sinal de fraqueza;
  • Evitar consumir alimentos com cores específicas;
  • Comer sempre as mesmas coisas;
  • Seguir hábitos como pesar os alimentos, calcular as calorias ingeridas, selecionar os alimentos criteriosamente, mastigar repetidas vezes antes de engolir e excluir totalmente aqueles alimentos considerados por eles como impróprios;
  • Achar que as pessoas podem ser culpadas pelas próprias doenças;
  • Ser crítico em relação às pessoas que não comem de forma saudável.

O ortoréxico pode se isolar do convívio social, devido ao fato de por muitas vezes desenvolver um sentimento de desprezo por aqueles que consomem alimentos que na visão dele não são considerados saudáveis1. A obsessão pela dieta saudável pode sobressair a outras atividades e interesses, podendo inclusive destruir relacionamentos2, visto que os familiares e amigos tendem a se afastar dos indivíduos com ortorexia a fim de evitar conflitos que possam ocorrer devido ao fato destes se sentirem na obrigação de corrigir as pessoas que não possuem hábitos tão saudáveis, bem como doutriná-las com suas regras e hábitos alimentares e, por muitas vezes não confiarem em ingerir alimentos preparados por outras pessoas, de modo que quando participam de algum evento social preparam ou levam consigo seu próprio alimento a ser consumido. O indivíduo com ortorexia possui hábitos alimentares tão metódicos que podem inclusive causar a dissociação entre o ato alimentar e a sensação de prazer, tornando a alimentação algo apenas fisiológico e racional, sendo sinônimo  de apenas ingestão de alimentos.

O tratamento para a ortorexia é multidisciplinar, visto que trata-se de um distúrbio emocional  além de alimentar. As abordagens psicológica e psiquiátrica são consideradas essenciais, aliadas ao acompanhamento nutricional e endócrino, de modo a permitir a criação de novos hábitos alimentares que possam ser menos desfavoráveis.

Sabe-se que o cuidado com a saúde pode prevenir diversas patologias, porém o cuidado excessivo também  pode ser considerado como uma condição  patológica . Por isso deve-se buscar por uma melhoria do estilo de vida, buscando a adoção de hábitos saudáveis, porém sem deixar que esse cuidado se transforme em uma preocupação que substitui todas as atividades e pensamentos diários e impede a interação social. Em suma podemos afirmar que as palavras chave para uma vida saudável são  equilíbrio e moderação.

Referencias

  • Lopes, M. R.; Kirsten, V. R.Comportamentos de ortorexia nervosa em mulheres jovens. Disciplinarum Scientia. Vol.10. Num. 1. 2009. p. 97-105.
  • Katrina, K. Orthorexia nervosa. 2003.

Leia Também:

Close