Jair BolsonaroNotíciasPolíticaReforma da Previdência

Governo Federal lança “calculadora da nova Previdência”; saiba como usar

Durante o feriado, o presidente da República, Jair Bolsonaro usou sua conta oficial no Twitter para defender as mudanças e as novas regras da aposentadoria, além de lançar a “calculadora da nova Previdência”. A ferramenta consiste em um link que remete ao site do portal de serviços do governo federal e permite ao usuário calcular o valor de sua contribuição ao informar seu salário e o regime previdenciário em que está vinculado, seja ele público ou privado.

Em sua publicação, Bolsonaro escreveu: “Quem ganha menos pagará menos e quem ganha mais pagará mais: use a calculadora que fará as contas para você entender de modo prático”.  O link anunciado pelo presidente permite realizar um comparativo do valor pago pelo trabalhador e qual será sua nova contribuição.

  15ª temporada de Grey's Anatomy ganha data de estreia na Netflix

Confira a publicação:

 

Saiba como usar a “calculadora da nova Presidência”

Para realizar a simulação, basta que o usuário acesse o link e, logo em seguida, o portal de serviços do governo federal é aberto. Duas opções que indicam os setores público ou privado aparecem para que o internauta faça sua escolha.  Escolhendo seu atual setor previdenciário, uma nova aba com as opções “antigo”, para os contribuintes que ingressaram até 03/02/2013 e “novo”, para aqueles que ingressaram a partir de 04/02/2013 ou os antigos que optaram pelo regime complementar se abrem para aqueles que escolheram o setor público. Em seguida, uma nova aba que questiona se o contribuinte é aposentado ou pensionista se abre. Depois de escolher, um campo para que o internauta digite o atual valor de seu salário é aberto.

  Aprovado na Câmara projeto que obriga agressor a ressarcir SUS em caso de violência doméstica

Para os que escolhera o privado, um campo para que o valor de seu atual salário seja digitado é aberta.

Após inserir seu salário, a ferramenta realiza o cálculo e apresenta os resultados sobre a regra vigente da aposentadoria,  comparando-a com a da nova proposta.

A proposta de reforma da previdência realizada pelo governo federal prevê a unificação das alíquotas para servidores públicos e privados até o teto pago pelo INSS, que atualmente corresponde a um total de R$ 5.839,45, podendo variar entre 7,5% e 11,685. A partir desse valor as novas alíquotas poderão variar de 11,68% a 16,79%.

Fechar